Agora são Horas e Minutos - Este blog está sendo encerrado! Pesquise os temas que tiver interesse ainda aqui mas visite-nos no novo blog: catolicosomos.blogspot.com, esperamos por você lá! Todas as publicações serão aos poucos transferidas para o novo blog.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

É pecado grave dar culto à a Santa Morte

Ainda existem católicos que se deixam envolver por tais devoções que nada têm a ver com a Igreja Católica. Abramos os nossos olhos e os de nossos irmãos!
Abraços e bom dia!

João Batista
*************



É pecado grave dar culto à a Santa Morte, adverte Arcebispo mexicano




MEXICO D.F. (ACI).- O Arcebispo de Tijuana, Dom Rafael Romo Muñoz, advertiu que os católicos que dão culto à a Santa Morte caem em pecado grave, assim também assinalou que pessoas interessadas em gerar-se ganhos econômicos inventaram e promoveram esta crença.



O Prelado deu estas declarações ao referir-se ao recente ataque a um lugar de culto à Santa Morte. Indicou que embora a Igreja não compartilha este tipo de crenças, “não são os modos” de proceder quando não se está de acordo.



Do mesmo modo, advertiu a contradição de usar o termo “Santa”, pois se chama santo a uma imagem pessoal, não um fato em si. “Nós elogiamos e encomendamos a seres pessoais, deuses, os santos; mas a morte não é uma pessoa por isso não lhe pode chamar Santa porque não é uma pessoa”, explicou.



Dom Romo Muñoz também lamentou “todo este impulsiono à chamada Santa Morte que eu desde meu ponto de vista o interpreto como uma espécie de comercialização, que não têm nenhum fundamento, mas há quem com intenções de marketing se lança a promover isso, e naturalmente há gente ingênua que se deixa levar”.



O Prelado também se referiu à cartomancia e advertiu que quem “lê as cartas, abusam dos sinais da fé”. “A Igreja de maneira nenhuma tem que ver com tudo isto, embora se faça detrás da imagem de um São Judas Tadeu ou uma Virgem de Guadalupe, é um abuso”, assinalou.


Um comentário:

Fa menor disse...

Que culto é esse?... Nunca tinha ouvido falar...

Abraço