Agora são Horas e Minutos - Este blog está sendo encerrado! Pesquise os temas que tiver interesse ainda aqui mas visite-nos no novo blog: catolicosomos.blogspot.com, esperamos por você lá! Todas as publicações serão aos poucos transferidas para o novo blog.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Resumo da Vida Católica (1)

UM PLANO PARA A VIDA


Eis alguns bons propósitos que o levarão a relacionar-se continuamente com Deus e a cumprir com suas obrigações de família, de trabalho e de sociedade com uma enorme alegria.

A prática de certos atos de piedade nos levam, sem que percebamos, a possuir uma vida contemplativa em meio aos afazeres cotidianos.

A primeira coisa que devemos fazer para ser bons cristãos é procurar viver na graça de Deus, evitando assim todo pecado mortal; e como queremos amar a Deus sobre todas as coisas, devemos também procurar evitar, inclusive, todo pecado venial.

Um plano de vida cristã vivido com seriedade e interesse pode ser o meio para conseguirmos que nossa vida não seja inútil nem estéril, de tal maneira que viveremos como verdadeiros filhos de Deus


Todo Dia[1]
  • Ter uma hora certa para dormir e acordar.
  • Oferecer a Deus o trabalho do dia sob a intercessão da Virgem Maria.
  • Realizar um instante de oração mental (15 minutos), de preferência antes da Missa.
  • Assistir a Santa Missa e receber a comunhão sempre que for possível; é o melhor sacrifício que se pode oferecer a Deus.
  • Ao meio-dia, rezar o "Angelus" (e, durante o tempo pascal, o "Regina Caeli").
  • Rezar o Santo Rosário, se possível em família.
  • Ler e meditar, durante alguns minutos, o Novo Testamento ou algum livro de espiritualidade.
  • Antes de ir descansar, dedicar alguns minutos para refletir rapidamente sobre como vai indo o dia.
  • Trabalhar intensamente; a santificação do trabalho cotidiano é a meta primordial do cristão.
  • O domingo é o Dia do Senhor: a Santa Missa deve ser o centro da jornada; é também um dia dedicado especialmente à família, ao descanso e ao próprio enriquecimento espiritual.

Se durante a semana não foi possível receber a comunhão, é bom ao menos fazê-lo aos domingos e dias de preceito.


Todo Mês

  • Confessar-se, com verdadeiro arrependimento, ainda que não possua pecados mortais, para receber a graça sacramental.
  • Receber direção espiritual de algum sacerdote sábio, prudente e experiente[2].
  • Realizar um dia de retiro espiritual: dedicar algumas horas para refletir sobre a relação com Deus (diante do Santíssimo Sacramento sempre que isto for possível).


Todo Ano

  • Dedicar alguns dias de retiro ou exercícios espirituais: dois ou três dias em silêncio, conversando apenas com Deus (o que proporciona uma grande oportunidade para uma nova conversão; a alma, assim como o corpo, precisa de férias).


A Todo Instante

  • Manter a presença de Deus mediante jaculatórias, comunhões espirituais e atos de amor e reparação.
  • Considerar que somos filhos de Deus, de modo a agradar-lhe em tudo o que fazemos (assim como uma criança tenta agradar o seu pai).
  • Agradecer a Deus tudo o que Ele nos dá.
  • Fazer tudo por amor a Deus: purificar nossa intenção através de atos de contrição e desagravo pelos próprios pecados e também os alheios.
  • Tentar viver como gostaríamos de fazê-lo na hora da morte (assim, não teremos medo da morte e morreremos da mesma maneira com que vivemos).


Devoções para a Semana

Domingo: a Santíssima Trindade
Assistir com fervor a Santa Missa e receber a comunhão se possível.


2ª-Feira: as almas do Purgatório
Rogar pelas almas dos seus parentes, amigos e benfeitores.


3ª-Feira: os anjos protetores
Aproximar-se dos anjos protetores, pedindo-lhes auxílio. Rezar especialmente ao anjo da guarda.


4ª-Feira: São José
Invocá-lo como patrono da boa morte.


5ª-Feira: a Santíssima Eucaristia
Fazer frequentes comunhões espirituais ao longo do dia e, se for possível, uma visita ao Santíssimo.


6ª-Feira: a Paixão e morte de Jesus Cristo
Refletir sobre a Paixão e morte do Senhor, utilizando, por exemplo, a Via Sacra.


Sábado: a Santíssima Virgem Maria
Rezar a "Salve Rainha" ou outra devoção mariana.


-----
Notas:
[1] Cf. Catec. Igr. Cat. §§ 2659-2660.
[2] Cf. Catec. Igr. Cat. § 2690.



Fonte: Veritatis Splendor

Um comentário:

Julie Maria disse...

Amei seu post! Vou divulgar e... viver :)

PAX

Julie Maria