Agora são Horas e Minutos - Este blog está sendo encerrado! Pesquise os temas que tiver interesse ainda aqui mas visite-nos no novo blog: catolicosomos.blogspot.com, esperamos por você lá! Todas as publicações serão aos poucos transferidas para o novo blog.

terça-feira, 13 de maio de 2008

Pentecostes e Fátima



Nesse fim de semana lembramos o início de nossa Igreja - Católica Apostólica Romana.



Pois é... o Pentecostes nos presenteou com essa religião Cristã e Católica que tanto amamos. Todos conhecem de cor a passagem que nos conta esse acontecimento milagroso, em que línguas de fogo vieram sobre as cabeças dos apóstolos... mas o que quero focar nesse texto, é o "depois"...


Depois do Pentecostes, Pedro nunca mais foi o mesmo...
... os discípulos nunca mais foram os mesmos...
... a Igreja nunca mais foi a mesma...



Fico imaginando aqueles homens, que conheceram Jesus de perto, que eram procurados pelos Judeus e pelos Romanos para serem mortos... e pela Força do Espírito Santo, evangelizaram, segundo a ordem de Jesus: "ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura", trazer para nós hoje, dois mil anos depois, a graça do Catolicismo.



Não tinham dinheiro... não tinham cultura em sua maioria... muitos nem sabiam ler... mas para Deus, nada é impedimento.



Graças a um pescador, que assumiu ser a "pedra sobre a qual Jesus edificaria Sua Igreja", que foi tão pecador como nós, mas que se deu até as últimas consequências, numa cruz de cabeça pra baixo, pois não se julgava digno de morrer da mesma forma como o Senhor, que hoje conhecemos e vivemos essa Igreja. Hoje temos a graça de conhecer um Deus que nos Criou, um Jesus que nos Salvou, um Espírito Santo que nos guia, fortalece e santifica,e ainda ter uma Mãe, que é Mãe de Deus e nossa!



Como é bela nossa Igreja, como é rica, e como a promessa de Jesus permanece: "as portas do inferno não prevalecerão"!!!

Que o Espírito nos leve a buscar o mesmo empenho, a mesma força, a mesma fé que aqueles homens tiveram!!!

João Batista - Ecclesiae Dei









*****************************





Não podia deixar o dia de hoje passar, sem falar um pouco também de nossa mãe. Hoje, 13 de maio, comemoramos Nossa Senhora de Fátima.

História das Aparições
A 13 de Maio de 1917, três crianças apascentavam um pequeno rebanho na Cova da Iria, freguesia de Fátima, concelho de Vila Nova de Ourém, hoje diocese de Leiria-Fátima. Chamavam-se Lúcia de Jesus, de 10 anos, e Francisco e Jacinta Marto, seus primos, de 9 e 7 anos.





Por volta do meio dia, depois de rezarem o terço, como habitualmente faziam, entretinham-se a construir uma pequena casa de pedras soltas, no local onde hoje se encontra a Basílica. De repente, viram uma luz brilhante; julgando ser um relâmpago, decidiram ir-se embora, mas, logo abaixo, outro clarão iluminou o espaço, e viram em cima de uma pequena azinheira (onde agora se encontra a Capelinha das Aparições), uma "Senhora mais brilhante que o sol", de cujas mãos pendia um terço branco.





A Senhora disse aos três pastorinhos que era necessário rezar muito e convidou-os a voltarem à Cova da Iria durante mais cinco meses consecutivos, no dia 13 e àquela hora. As crianças assim fizeram, e nos dias 13 de Junho, Julho, Setembro e Outubro, a Senhora voltou a aparecer-lhes e a falar-lhes, na Cova da Iria. A 19 de Agosto, a aparição deu-se no sítio dos Valinhos, a uns 500 metros do lugar de Aljustrel, porque, no dia 13, as crianças tinham sido levadas pelo Administrador do Concelho, para Vila Nova de Ourém.





Na última aparição, a 13 de Outubro, estando presentes cerca de 70.000 pessoas, a Senhora disse-lhes que era a "Senhora do Rosário" e que fizessem ali uma capela em Sua honra. Depois da aparição, todos os presentes observaram o milagre prometido às três crianças em Julho e Setembro: o sol, assemelhando-se a um disco de prata, podia fitar-se sem dificuldade e girava sobre si mesmo como uma roda de fogo, parecendo precipitar-se na terra.





Posteriormente, sendo Lúcia religiosa de Santa Doroteia, Nossa Senhora apareceu-lhe novamente em Espanha (10 de Dezembro de 1925 e 15 de Fevereiro de 1926, no Convento de Pontevedra, e na noite de 13/14 de Junho de 1929, no Convento de Tuy), pedindo a devoção dos cinco primeiros sábados (rezar o terço, meditar nos mistérios do Rosário, confessar-se e receber a Sagrada Comunhão, em reparação dos pecados cometidos contra o Imaculado Coração de Maria) e a Consagração da Rússia ao mesmo Imaculado Coração. Este pedido já Nossa Senhora o anunciara em 13 de Julho de 1917, na parte já revelada do chamado "Segredo de Fátima".
Anos mais tarde, a Ir. Lúcia conta ainda que, entre Abril e Outubro de 1916, tinha aparecido um Anjo aos três videntes, por três vezes, duas na Loca do Cabeço e outra junto ao poço do quintal da casa de Lúcia, convidando-os à oração e penitência.





Desde 1917, não mais cessaram de ir à Cova da Iria milhares e milhares de peregrinos de todo o mundo, primeiro nos dias 13 de cada mês, depois nos meses de férias de Verão e Inverno, e agora cada vez mais nos fins de semana e no dia-a-dia, num montante anual de cinco milhões.





Fonte: Site Oficial do Santuário de Fátima


4 comentários:

Fa menor disse...

É bom que tenhamos sempre presente a Nossa Mãe do Céu e que inundados pelo Espírito Santo saibamos dar testemunho em toda a parte.

Abraço em Cristo

Mari disse...

Oie!

Acho que foi desabafo mesmo, não estava num bom momento...passei por um situação difícil, mas acho que já levantei ou estou levantando.
Enfim é a nossa vida mesmo! Com ajuda de Deus retiro as pedras do espírito, mas as visíveis são difíceis, contraditório né?
As pessoas muitas vezes conseguem me ferir, mas talvez porque deixe, sou muito espontânea.
Não vou deixar mais não.
Senti-me tão mal, que pensei que fosse passar por outro deserto....estava até me preparando. Curiosamente, ontem melhorei!
Que bom, vida que segue!
Beijos, mari.
Obrigada!

Paulo disse...

Amén para Ela.

Via Cristo disse...

Há 2 anos atrás, lá estive, dias 12 e 13 de Maio... Foi maravilhoso. Este ano, como no ano passado, não pude lá estar nesta data, devido a razões profissionais, mas se tudo correr bem, e se Deus quiser, lá estarei 12 e 13 de Outubro. Será igualmente belo.